Quase Invisível

Um podcast sobre espectadores, criado por Ana Bento, que traz à escuta histórias da vida quotidiana que se cruzam com o exercício artístico, mais especificamente com o teatro. Pequenos episódios, pequenas histórias, grandes histórias com pequenos detalhes, histórias quase invisíveis de tão poucas pessoas que as conhecem que se tornam agora aqui visíveis.

Episódios

12 Junho, 2021
18 Setembro, 2021
4 dezembro, 2021

Ana Bento

Multi-instrumentista, compositora e workshop leader, iniciou os estudos musicais no Conservatório de Música de Viseu. Licenciou-se em Educação Musical (2001) e frequentou uma pós-graduação em Musicoterapia no C.I.M. de Bilbao (2002). Paralelamente realizou um percurso formativo na área da pedagogia musical com Pierre Van Hawe, Jos Wuytack, Edwin Gordon, Verena Maschat, Murray Schafer, Soili Perkiö, entre outros. Estudou saxofone com Mário Santos e João Martins.

No início da sua carreira fez parte da Orquestra Juvenil do Centro e, actualmente, integra os projectos Aurora Brava, Tranglomango, Colectivo Gira Sol Azul e Stopestra, colaborando, pontualmente, noutros projetos musicais, nomeadamente The Dirty Coal Train, entre outros.

Compôs, interpretou e dirigiu ao vivo a música de espetáculos encenados por Helen Ainsworth, Graeme Pulleyn, Sónia Barbosa, Rafaela Santos, Márcio Meirelles, Maria Gil, Filipa Francisco, Joana Providência, Romulus Neagu, entre outros.

Co-fundou a Associação Gira Sol Azul na qual colabora e integra a equipa de vários projetos musicais.

Tem desenvolvido vários projectos no âmbito da música e comunidade como o grupo vocal feminino Cotovia, a Orquestra (in)fusão (que integra vários grupos musicais e músicos profissionais e amadores que se envolvem activamente na criação de um repertório original), o grupo de octogenários A Voz do Rock (que foi distinguido em 2019 com o prémio Boas Práticas de Envelhecimento Activo da CCDRC) e outros projectos de carácter mais pontual como Primeiro Encontro (desenvolvido pelo Teatro Viriato no Estabelecimento Prisional do Campo).

Desenhou e interpretou vários percursos artísticos para a Rede Caminhos Médio Tejo, festival Bons Sons e festival Dar a Ouvir.

Integra a equipa factor-E da Casa da Música desde 2008 com a criação de oficinas e concertos para a infância. É artista associada do Teatro Viriato desde 2014.